EUA voltam a ampliar caçada a Bin Laden

Centenas de soldados afegãos e americanos iniciaram uma nova operação de busca aos líderes da rede terrorista Al-Qaeda na região montanhosa fronteiriça com o Paquistão, onde as forças do governo também preparam uma campanha de repressão, disseram militares afegãos. A operação começou na sexta-feira em Spera, uma zona fronteiriça com a Província de Khost, a cerca de 150 quilômetros ao sul de Cabul, disse o comandante militar afegão Zakim Khan.Os 700 soldados, entre eles 100 americanos respaldados por helicópteros, tentavam bloquear uma possível rota de fuga dos líderes da Al-Qaeda, entre eles Osama bin Laden, que poderia estar escondido no Paquistão, acrescentou o militar. "Recebemos a informação de que esta rota era utilizada pelo Taleban e pela Al-Qaeda?, disse Khan, acrescentando que as cavernas da região "foram usadas durante a guerra santa" contra a ocupação soviética na década de 80.No Paquistão, o governo deu até o dia 20 para que os líderes tribais da região de Shawal entreguem os supostos membros da Al-Qaeda refugiados ali ou sofram as conseqüências de uma dura campanha de repressão.Os combates entre milícias rivais estendem-se pelo norte do Afeganistão, onde o governo de Cabul se vê impotente para impor sua autoridade e garantir a segurança. Três combatentes do grupo do senhor da guerra usbeque Abdul Rashid Dostum morreram em um combate com milicianos do tajique Ata Mohamed na Província de Balj, cuja capital é Mazar-i-Sharif.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.