EUA voltam a bombardear bairro de Faluja

Explosões abalaram a cidade iraquiana de Faluja após o anoitecer. Os EUA bombardearam o norte da cidade, mesma área onde houve embates na noite anterior, o bairro de Jolan. Agora, explosões contínuas com mais de 10 minutos de duração fazem-se ouvir.Ontem, um fuzileiro naval havia sido morto durante os combates de Jolan, um bairro pobre onde os insurgentes se concentram.O reinício dos combates vem com o encerramento de uma prorrogação, de dois dias, do cessar-fogo que havia sido pactuado entre as forças de coalizão e lideranças da cidade.Mais cedo, aviões americanos haviam jogado panfletos na cidade com os dizeres ?Renda-se, você está cercado?, e prosseguindo: ?Se você é um terrorista, cuidado, porque ontem foi seu último dia. Para salvar sua vida, pare com suas ações e entregue-se agora às forças da coalizão. Estamos chegando para prendê-lo?. A prorrogação do cessar-fogo havia sido anunciada no domingo, para dar uma última chance aos esforços político no sentido de convencer os rebeldes aquartelados em Faluja a entregar suas armas. Fuzileiros navais vinham entrando na cidade como parte desse esforço político, para introduzir patrulhas na cidade. Combates pesados tiveram início ontem à noite em Jolan, onde além de um fuzileiro oito rebeldes foram mortos e tiros de um tanque de guerra derrubaram o minarete de uma mesquita. Segundo os militares dos EUA, a torre abrigava franco-atiradores.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.