EUA voltam sua atenção a primárias da terça-feira

Eleitores republicanos do Estado de Washington se prepararam para escolher o favorito à eleição presidencial neste sábado, mas os candidatos estão mesmo com sua atenção voltada para a disputa em outros 10 Estados na próxima terça-feira na batalha para decidir quem vai enfrentar o presidente Barack Obama em novembro.

AE - AP, Agência Estado

03 de março de 2012 | 17h26

Os quatro candidatos republicanos visitaram Washington antes das primárias deste sábado, mas três deles estão em campanha em Ohio, onde as primárias são importantes indicativos para o que deve acontecer na "superterça". Mitt Romney, Rick Santorum e Newt Gingrich disputam o Estado do meio-oeste que promete ser outro teste importante para Romney. Ele espera debelar as dúvidas sobre sua candidatura entre os eleitores do Partido.

As primárias da superterça e as convenções se estendem de Vermont ao Alasca - onde o republicano do Texas Ron Paul lançou sua campanha no sábado -, mas o ponto alto após as primárias de Michigan será em Ohio. Romney venceu Santorum em uma disputa apertada em seu Estado natal, Michigan, e aproveitou o impulso dessa vitória para vencer no Arizona. Por conta dessas vitórias deve chegar fortalecido na terça-feira.

Washington, que tem 40 delegados na convenção nacional do Partido Republicano, será a última antes das convenções da superterça em Idaho, Alasca, Georgia, Massachusetts, Dakota do Norte, Ohio, Oklahoma, Tennessee, Vermont e Virginia, que representam o total de 419 delegados.

Washington é também a oportunidade para o Ron Paul. Já Gingrich está apostando toda as suas fichas na vitória na Georgia na terça-feira, por ter representado distritos do subúrbio de Atlanta no Congresso durante 20 anos. Santorum, um católico, investe no Tennessee com a mensagem de que os eleitores evangélicos do Estado devem se sentir em casa com sua visão conservadora sobre assuntos como aborto, contracepção e casamento gay.

Santorum e Gingrech esperam capitalizar as vitórias na superterça para impulsionarem suas campanhas no Alabama e Mississippi no dia 13 de março e na Louisiana em 24 de março. Nenhum destes Estados foi muito hospitaleiro à Romney durante sua campanha à Casa Branca em 2008, por isso os conservadores devem procurar uma alternativa a ele.

Com 76 delegados disponíveis, a Georgia representa o grande prêmio da superterça, e Gingrich gastou a maior parte da semana fazendo turismo de ônibus pelo Estado. Para Santorum, qualquer vitória no sul pode servir como sinal de fortalecimento. Já Romney não é totalmente desconhecido no sul. Ele esteve uma vez em Atlanta no mês passado, e sua esposa esteve na quinta-feira passada em um evento na cidade representando o candidato. Romney planeja viajar neste domingo a Knoxville, no Tennessee.

Em 2008, Romney terminou em terceiro lugar em cada uma das primárias dos Estados do sul, exceto no Mississippi, onde a votação ocorreu após sua desistência à eleição. Ele enfrenta dificuldades de relacionamento com os conservadores do sul, que veem o candidato como muito moderado e com os evangélicos, que podem se incomodar pelo fato de Romney ser mórmon.

Em Ohio, Romney, Santorum e Gingrich devem ser recebidos pelo ex-governador do Arkansas, Mike Huckabee, em um debate na Fox News. Romney também planejou eventos em Dayton e Cincinnati. Santorum e Gingrich devem discursar em um jantar em Bowling Green, além de terem planejado outros eventos em todo o Estado.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAeleiçãoprimárias

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.