Euro faz chanceler italiano pedir demissão

O ministro das Relações Exteriores da Itália, Renato Ruggiero, pediu demissão neste sábado devido a diferenças quanto a adoção do euro na Europa. "Durante uma reunião hoje, o presidente do Conselho e o ministro analisaram a situação criada nos últimos dias com a polêmica sobre o futuro da Europa. De comum acordo e visando o interesse do país, concordaram sobre a necessidade de interromper o trabalho que vinha sendo desenvolvido", diz o documento oficial do governo italiano. Segundo o comunicado, Berlusconi "agradeceu calorosamente" a Ruggiero pela "colaboração em benefício do país e, sobretudo, pela contribuição dada à imagem da Itália no exterior". O ministro, por sua vez, agradeceu o apoio recebido durante sua gestão e mencionou, especialmente, a visão comum sobre a integração da Itália ao processo de integração européia. O presidente italiano, Carlo Azeglio Ciamp, esteve permanentemente informado da situação.

Agencia Estado,

05 Janeiro 2002 | 19h11

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.