Eurodeputado espanhol denuncia expulsão da Venezuela

O deputado europeu Luis Herrero, expulso ontem da Venezuela, declarou neste sábado que foi obrigado a viajar ao Brasil por criticar o governo "autocrático e ditatorial" do presidente Hugo Chávez.Herrero, que desembarcou neste sábado em São Paulo, disse que estava na Venezuela na condição de observador do referendo de domingo, no qual os venezuelanos dirão se aprovam ou não a eliminação dos limites à reeleição de ocupantes de cargos eletivos, inclusive o de presidente do país. Ele disse ter sido declarado "persona non grata" no país sul-americano por ter manifestado publicamente sua opinião de que o governo venezuelano "é autocrático e nada tem de democrático".Ele alegou ter vivido situação "parecida com a de um sequestro" ao ser obrigado a embarcar num veículo que o levou ao aeroporto, mas disse não ter sido vítima de abusos físicos ou verbais. Herrero chegou a São Paulo em um voo da Varig e, segundo ele, entrou no avião sem nem sequer saber o destino.A justiça eleitoral venezuelana solicitou a expulsão de Herrero do país por considerar que ele extrapolou sua função de observador e perturbou o país poucas horas antes da votação.O governo espanhol reagiu, convocando o embaixador da Venezuela em Madri, Alfredo Toro Hardy, para prestar explicações sobre a expulsão. O Ministério de Relações Exteriores da Espanha informou que as autoridades consulares em Caracas, capital da Venezuela, apresentaram queixa ao Ministério de Relações Exteriores da Venezuela.Chávez, por sua vez, manifestou hoje a esperança de que o "lamentável incidente" envolvendo a expulsão do eurodeputado "não prejudique" as relações com a Espanha. "Tenho fé em que este lamentável incidente produzido de maneira proposital por esse indigno eurodeputado não prejudique em nada as excelentes relações que temos com o governo espanhol e muito menos com o povo espanhol", afirmou Chávez em entrevista coletiva, na qual ressaltou que a Venezuela "exige respeito."

AE, Agencia Estado

14 de fevereiro de 2009 | 18h12

Tudo o que sabemos sobre:
Venezuelaeurodeputado

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.