Europa conclama Israel a sair de territórios palestinos

A União Européia (UE) conclama Israel "a retirar imediatamente suas tropas" dos territórios palestinos e suspender as execuções extrajudiciais e o uso desproporcional da força.No esboço da declaração que os chefes de Estado e de governo da UE aprovaram nesta sexta-feira, reunidos em Barcelona, está indicado que "o uso da força excessiva e uma política que pretende atacar os palestinos com ainda mais força leva a reações violentas, que não vão garantir a segurança de Israel e não podem ser justificadas".A UE considera inaceitável os ataques contra os representantes das organizações médicas e humanitárias e pede ao governo de Israel a "suspensão imediata" das restrições de movimentos que mantêm cercado em Ramallah o presidente da Autoridade Palestina, Yasser Arafat.A União Européia apóia uma solução para o conflito do Oriente Médio baseada na aplicação das resoluções da ONU, que culmine com a existência de dois Estados, um israelense e outro palestino.Os quinze países da UE saúdam a iniciativa de paz que a Arábia Saudita vai apresentar na cúpula da Liga Árabe a se realizar em Beirute no fim deste mês e esperam que "o governo e o povo de Israel respondam positivamente".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.