Europa destina verba para desabrigados palestinos

A União Européia (UE) criticou duramente o governo israelense por sua política de demolições nos territórios palestinos, ao mesmo tempo em que anunciou o envio de ? 1,35 milhão para ajudar milhares de palestinos que tiveram suas casas destruídas pelo Exército de Israel. "Esse dinheiro não absolve a potência ocupante de sua responsabilidade de respeitar as leis humanitárias internacionais", declarou Poul Nielson, comissário europeu de ajuda humanitária.Citando declarações da UE e da ONU, Nielson acrescentou: "As demolições de casas são atos desproporcionais de violência que desrespeitam as leis humanitárias internacionais e demonstram um desprezo irresponsável pela vida de civis inocentes." Trata-se da segunda remessa de ajuda feita neste ano pela Comissão Européia para ajudar as vítimas das demolições promovidas por Israel na Faixa de Gaza. Em março, a entidade enviou ? 1 milhão em ajuda aos palestinos.O dinheiro será enviado a uma agência da ONU para auxiliá-la no fornecimento de abrigo temporário a mais de 3.800 pessoas cujas casas foram destruídas ou parcialmente danificadas durante as incursões israelenses de maio e junho no campo de refugiados de Rafah, na fronteira com o Egito.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.