Europa quer implementação de cessar-fogo na Ucrânia

Europa quer implementação de cessar-fogo na Ucrânia

Líderes europeus se reuniram em Milão para discutir a crise no leste do continente

Estadão Conteúdo

17 de outubro de 2014 | 07h29

O primeiro-ministro da Itália, Matteo Renzi, disse hoje que líderes europeus discutiram a crise da Ucrânia numa reunião em Milão e enfatizaram a necessidade de implementar urgentemente o acordo de cessar-fogo fechado em Minsk no mês passado.

"Ainda há muitas diferenças, mas existe o desejo de se encontrar uma solução e, por esse motivo, podemos ser otimistas", disse Renzi, após o encontro.

Segundo o premiê, foi discutida uma proposta para controlar as fronteiras da Ucrânia com aeronaves não tripuladas (drones) e novos recursos tecnológicos. A reunião aconteceu às margens de uma cúpula de líderes europeus e asiáticos em Milão.

Além de Renzi, participaram do encontro a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, os presidentes da Rússia, Vladimir Putin, da Ucrânia, Petro Poroshenko, e da França, François Hollande, e o primeiro-ministro britânico, David Cameron, entre outras autoridades.

O presidente da Comissão Europeia, José Manuel Barroso, que também esteve na reunião, afirmou que é preciso acompanhar a implementação do acordo de cessar-fogo na Ucrânia, controlar as fronteiras e realizar eleições locais no leste do país. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
ItáliaUcrâniareunião

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.