Europa quer levar o Irã ao Conselho de Segurança

Os ministros do Exterior da Alemanha, Reino Unido e França disseram, nesta quinta-feira, que as negociações com o Irã, a respeito de seu programa nuclear, chegaram ao "fim da linha", e que o governo de Teerã deveria ser encaminhado ao Conselho de Segurança da ONU, para possíveis sanções.Em um relatório, os países acusaram que o governo do Irã está "voltando suas costas para a comunidade internacional". Este relatório em conjunto chega dois dias após o Irã ter quebrado os lacres da ONU que o impediam de continuar suas pesquisas nucleares, paradas há dois anos.Os ministros convocaram uma sessão especial da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), para decidir futuras ações. "Do nosso ponto de vista, chegou a hora em que o Conselho de Segurança da ONU deve ser envolvido", disse o ministro do Exterior alemão, Frank-Walter Steinmmeir, após ter se encontrado com os ministros do Exterior da França e da Reino Unido, e o encarregado de Política Internacional da União Européia, Javier Solana.Javier Solana disse que a União Européia e os governos nacionais ficaram sem opção além de pedir o envio da questão iraniana ao Conselho de Segurança. Mas ele não descartou uma nova rodada de negociações com Teerã.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.