Europa se reúne para discutir a pneumonia asiática

Nesta terça-feira, em Bruxelas, na Bélgica, 25 ministros da Saúde da Europa e a Organização Mundial de Saúde se reúnem para discutir planos para evitar a proliferação da pneumonia asiática no continente. Nenhuma morte aconteceu até agora, mas 33 casos foram comprovados em países como Itália, Grã-Bretanha, Polônia e Espanha.Entre os assuntos em pauta, a reunião deve propor um centro europeu de controle e prevenção da doença, tentando assim uniformizar as ações contra a doença no continente. Óbitos - A China informou nesta terça-feira a morte de outras oito pessoas por causa da Síndrome Respiratória Aguda e Severa (Sars), quatro delas em Pequim, e mais 138 novos casos da doença. O Ministério da Saúde disse que 214 pessoas morreram em todo o país, 107 na capital, e 4.409 estão infectadas. Hong Kong, segundo país mais atingido pela pneumonia asiática, aumentou para 193 no número de mortos no país. Nesta terça-feira, seis pessoas morreram e nove novos casos foram detectados. Até agora, 958 pacientes tiveram alta. Em todo mundo, pelo menos 6.300 pessoas estão com o vírus da Sars.Veja o índice de notícias sobre a pneumonia atípica

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.