Europa vê novo progresso em negociações com o Irã

Após uma semana de incertezas sobre uma suposta oferta feita pelo Irã para cancelar temporariamente seu programa de enriquecimento de urânio, diplomatas europeus próximos às negociações afirmaram nesta sexta-feira que as conversas com Teerã apresentaram avanços significativos. Entre os otimistas está o chefe de política externa da União Européia, Javier Solana, encarregado de discutir a questão nuclear com o principal negociador iraniano, Ali Larinjani. Segundo ele, os progressos apontam para a aceitação, por Teerã, das demandas feitas pelas potências internacionais."Nunca antes chegamos a um nível de comprometimento, e a um nível de discussão de assuntos delicados, como o que alcançamos agora", disse Solana.Em julho, os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU mais a Alemanha impuseram o dia 31 de agosto como prazo final para que Teerã suspendesse suas atividades de enriquecimento de urânio. Os Estados Unidos e a União Européia acusam o Irã de ter a intenção de usar o processo para produzir armamentos nucleares. Com a resistência de Teerã em cumprir o ultimato, ficou aberto o caminho para a imposição de sanções contra o país. Ainda assim, a União Européia insiste em dar mais uma chance à diplomacia. Foi neste contexto que Solana e Larinjani encontraram-se no último domingo, quando fontes próximas às negociações confirmaram que o Irã estaria disposto a cancelar seu programa de enriquecimento de urânio por dois meses. Apesar do clima de otimismo, autoridades insistiram ao longo da semana que a proposta de Teerã não contemplava a exigência do Conselho de Segurança de que qualquer atividade deveria ser suspensa antes do início das negociações. Mas a situação parece se inverter novamente nesta sexta-feira. Paralelamente aos comentários de Solana, um porta-voz do ministério do Exterior francês voltou a afirmar que o Irã está disposto a cancelar o enriquecimento de urânio durante as negociações sobre seu programa nuclear. "O Irã aceitou falar sobre a questão da suspensão", disse Jean-Baptiste Mattei.Além disso, uma nova reunião entre Solana e Larinjani deve acontecer nos próximos dias, e o chefe da política externa européia adiantou que contatos foram feitos entre diplomatas europeus e iranianos durante toda a semana. "A atmosfera é boa", disse ele. "Nós não queremos perder o clima que foi criado em Viena."Segundo sugeriu Solana, uma solução para o impasse poderia ser encontrada no início das negociações simultaneamente ao cancelamento do enriquecimento de urânio por Teerã."Pode ser feito simultaneamente", disse ele. "Mas não iremos negociar formalmente enquanto houver enriquecimento. Isso é algo que todos sabem, inclusive os iranianos."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.