Europeus acham que CIA falhou

Para os europeus, o serviço secreto norte-americano (CIA, por sua sigla em inglês) encontra-se na berlinda, e sua direção está sendo responsabilizada pelas falhas reveladas no sistema de informação, incapaz de prever a possibilidade dos ataques ocorridos nesta terça-feira.Nesta quarta-feira, o ex-ministro francês do Interior Charles Pasqua disse que os norte-americanos estavam muito bem informados dessa possibilidade desde 1994, quando ocorreu o seqüestro de um aparelho Airbus da Air France no aeroporto de Argel.Na ocasião, segundo o ex-ministro francês, o plano dos argelinos do Grupo Islâmico Armado (GIA), neutralizados durante o reabastecimento do aparelho em Nice - dois deles foram abatidos pelas forças especiais da polícia francesa -, era lançar o aparelho sobre a Torre Eiffel, em Paris.O ato terrorista só pôde ser evitado devido à intervenção policial na escala de Nice.O ex-ministro Pasqua chegou a consultar o então primeiro-ministro Edouard Balladur sobre a possibilidade de o aparelho ser abatido pelos caças franceses ainda antes de chegar a Paris, mas com seus tripulantes e passageiros a bordo.Essa é a instrução para evitar um drama ainda maior, como o ocorrido nos Estados Unidos, acredita o ex-ministro. Desde essa época, os serviços especializados na luta antiterrorista trabalhavam com a hipótese de um atentado dessa natureza.Da mesma maneira, não será nenhuma surpresa para qualquer serviço de informação dos países ocidentais se um dia for cometido um atentado terrorista utilizando alguma arma bacteriológica, pois hoje se sabe que elas já são controlada por diversos grupos terroristas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.