Europeus procuram fonte alternativa de combustível

Governos europeus correm para encontrar um substituto para o petróleo de Teerã. Os países mais dependentes do Irã entrarão em recessão em 2012 e podem causar um colapso da zona do euro - 34,2% do petróleo da Grécia e 15% do espanhol vêm do Irã.

GENEBRA, O Estado de S.Paulo

24 de janeiro de 2012 | 03h08

A principal solução seria um aumento de importação da Arábia Saudita e de outros países do Golfo Pérsico. "Eles nos garantirão o fornecimento", disse o ministro de Assuntos Exteriores da Espanha, José García Margallo. O espanhol afirmou que a Europa estava fazendo "sacrifícios" ao impor o embargo e, por isso, os países do Golfo não poderiam aproveitar para subir os preços.

Os sauditas disseram-se dispostos a colaborar, mas o preço do barril chegou ontem a US$ 111, alta de US$ 1,17. O deputado iraniano Ali Adyani disse à agência Fars que o Irã continuará a exportar para a Ásia e a medida só elevará o preço. / J.C.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.