Eventos esportivos são cancelados ou adiados nos EUA

O piloto brasileiro Felipe Giaffone, que disputa o campeonato da Indy Racing League, disse que os atentados transformaram Indianápolis, onde mora, em uma "cidade fantasma".Giaffone deu a definição após ir ao supermercado, por volta do meio-dia. "Não tinha praticamente ninguém nas ruas. As pessoas estão com um misto de medo e ansiedade. Não saem de casa, nem desligam a TV."Giaffone também não pretendia sair novamente. "Não tenho o que fazer. A sede de minha equipe (a Treadway) está fechada. Temos corrida em Fort Worth, no Texas, no domingo, mas nem sabemos se será realizada. Tínhamos reservas em um vôo da American para Dallas na quinta-feira, mas elas foram canceladas, porque não se sabe quando os vôos comerciais serão permitidos."Nesta quarta-feira os dirigentes da IRL decidem se realizam ou não a corrida. Se confirmada, Giaffone terá de ir de carro de Indianápolis a Dallas - por 15 horas.Os atos terroristas praticamente paralisaram as atividades esportivas nos EUA. Os 15 jogos da liga de beisebol marcados para esta quarta foram adiados, assim como as quatro partidas de soccer (futebol), que deveriam ser realizadas nesta quinta.A NFL, a liga do futebol, estudava a possibilidade de cancelar as partidas de seu campeonato, marcadas para domingo. Um torneio de golfe, com a participação de Tiger Wood, que deveria ter início na quinta-feira, começará, provavelmente, na sexta-feira."Hoje é um dia muito, muito triste nos Estados Unidos", afirmou Wood. O GP dos EUA de F-1, marcado para dia 30 em Indianápolis, pode ser cancelado.Na Europa, a União Européia de Futebol manteve os jogos desta quarta-feira pela Copa dos Campeões e pela Copa da Uefa, mas determinou um minuto de silêncio antes de cada partida.O Comitê Olímpico Internacional emitiu nota, manifestando "profunda incredulidade". O presidente do Comitê Olímpico Brasileiro, Carlos Arthur Nuzman, enviou nota à presidente do comitê norte-americano, Sandra Baldwin, lamentando a tragédia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.