Evo acusa juízes de corrupção

O presidente da Bolívia, Evo Morales, acusou ontem os juízes do departamento (Estado) de Chuquisaca de terem aceitado dinheiro para conceder um habeas-corpus em favor do governador de Pando, Leopoldo Fernández, detido desde setembro sob acusação de ordenar um massacre de 16 camponeses. A sentença não implica a libertação de Fernández, apenas sua transferência de La Paz a Sucre, onde será julgado pela Corte Suprema.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.