Evo culpa poluição de países ricos por inundações na Bolívia

Enquanto os bolivianos sofrem com inundações dos Andes à Amazônia, o presidente Evo Morales culpa a poluição dos países ricos pelo desastre. E alguns especialistas dizem que ele tem razão.As inundações, secas e tempestades que atingem o país mais pobre da América do Sul há três meses foram provocadas pelo El Niño, fenômeno climático natural que supostamente está sendo agravado pelo aquecimento global, segundo climatologistas.A pior inundação em 25 anos na Bolívia matou 35 pessoas e afetou 350 mil, dissolvendo casas feitas com tijolos de barro e arrastando os escassos pertences de pessoas já miseráveis.Evo decretou estado de calamidade nacional nesta semana, depois de visitar o Departamento de Beni, na Amazônia boliviana, para onde confluem rios de todo o país.O presidente culpou os países industrializados pelas enchentes, que "poluem o meio ambiente e mudam o clima".Spencer Wear, autor de The Discovery of Global Warming (A Descoberta do Aquecimento Global) disse que os países pobres são mais suscetíveis às mudanças climáticas."Ninguém pode dizer que [o El Niño] é causado pelo aquecimento global, mas podemos dizer com certeza que o aquecimento global torna esse tipo de fato mais provável", disse Wear à Reuters.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.