Evo diz que 'armou' para mudar lei eleitoral

BOLÍVIA

, O Estado de S.Paulo

29 de setembro de 2010 | 00h00

O presidente boliviano, Evo Morales, admitiu ontem ter feito "uma armação" para garantir o direito a concorrer a três mandatos consecutivos. Em 2009, a Bolívia aprovou uma nova Carta que garante o direito a reeleição. Como Evo havia sido eleito pela lei antiga, pôde concorrer a um novo mandato sob a nova lei, além de ter direito a reeleger-se.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.