Evo diz que voltará ao campo se for derrotado em referendo

Líder boliviano afirma que está pronto para voltar à plantação de coca caso seja rejeitado no pleito revogatório

Agência Estado e Associated Press,

07 de julho de 2008 | 16h12

O presidente da Bolívia, Evo Morales, disse que está pronto a voltar para o campo - para uma fazenda de plantação de coca - caso seja rejeitado pelos eleitores no referendo de 10 de agosto. Nesta ocasião, os eleitores bolivianos vão decidir se Evo e os governadores dos nove Departamentos (Estados) do país continuarão nos cargos que ocupam.    Veja também: Governadores opositores aceitam pleito revogatório na BolíviaO presidente boliviano ainda tem dois anos e meio de mandato pela frente, mas espera se fortalecer frente aos seus adversários conservadores dos governos estaduais com a realização das eleições. O líder esquerdista obteve destaque no cenário político da Bolívia como líder sindical dos camponeses cocaleiros.  

Tudo o que sabemos sobre:
Evo MoralesBolíviareferendo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.