Evo exorta Chile a libertar 3 soldados

O presidente da Bolívia, Evo Morales, exortou ontem o Chile a libertar três militares bolivianos presos em janeiro após supostamente cruzar armados a fronteira - contestada por La Paz. O apelo foi feito no aniversário de 134 anos do início da Guerra do Pacífico, quando a Bolívia perdeu seu acesso ao mar. Foi a primeira vez que um chefe de Estado boliviano fez uma cerimônia oficial para marcar a data.

O Estado de S.Paulo

15 de fevereiro de 2013 | 02h06

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.