Evo lança jornal estatal contra 'mentiras da oposição'

O presidente da Bolívia, Evo Morales, lançou hoje o primeiro número do jornal governamental Cambio (mudança), com o objetivo de contrastar seus opositores, que, afirma, somente atacam o governo. "As mentiras da oposição nos obrigaram a que o Estado tenha seu próprio meio de comunicação. Os opositores, inimigos da mudança, também têm direito a dizer o que pensam através do nosso jornal", disse Morales em breve cerimônia no palácio de governo, na manhã de hoje.O lançamento do diário Cambio coincide com o aniversário de três anos da gestão do mandatário. Em tamanho tabloide, Cambio abre a capa do primeiro número com manchete sugestiva: "A Bolívia caminha para a refundação". É uma entrevista de Morales, cuja foto colorida ilustra a matéria de capa. A edição, de 36 páginas, traz bastante publicidade das empresas estatais. Inicialmente, o jornal circulará com 24 páginas e será vendido a preço menor que outros periódicos.Debaixo do título, está escrita a frase: "A verdade nos libertará". Após a cerimônia, Morales foi ao Congresso para apresentar um projeto de orçamento, em meio a uma renhida campanha eleitoral para o plebiscito do dia 25, no qual a população aprovará ou rechaçará o projeto de Constituição do país. Morales diz que busca "refundar" a Bolívia com a nova Constituição.O governo já colocou no ar uma rede de estações de rádios para os camponeses e fortaleceu a emissora estatal de televisão, com apoio econômico da Venezuela.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.