Evo Morales deve visitar Ahmadinejad em outubro

O presidente da Bolívia, Evo Morales, visitará o Irã pela segunda vez em 25 e 26 de outubro, segundo um acordo feito entre ele e o presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, durante um encontro da dupla ontem, em Nova York. Ambos estão nos Estados Unidos para a Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU).

AE-AP, Agência Estado

22 de setembro de 2010 | 13h22

Morales já esteve em Teerã em setembro de 2008. Ahmadinejad visitou a Bolívia em setembro de 2007 e firmou um plano de ajuda de US$ 1 bilhão em vários setores, incluindo hidrocarbonetos. O líder iraniano retornou no fim do ano passado, para a inauguração de duas fábricas para o beneficiamento de leite e de um hospital.

Durante uma visita à Bolívia, em agosto, o ministro da Indústria e Minas do Irã, Ali Akbar Mehrabian, manifestou o interesse de seu país em realizar a exploração de minerais. Isso poderia incluir a busca por reservas de urânio, disse então a ministra de Planejamento do Desenvolvimento do país sul-americano, Viviana Caro.

A Bolívia tem um alto potencial mineral, mas carece de estudos sobre possíveis reservas de urânio. Teerã também manifestou seu interesse em participar de estudos sobre o lítio - boa parte das reservas mundiais desse elemento fica na Bolívia. Morales decidiu industrializar o lítio no próprio país.

Tudo o que sabemos sobre:
visitaEvo MoralesBolíviaIrã

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.