Evo Morales encerra visita oficial ao Japão

O presidente da Bolívia, Evo Morales, deixou Tóquio nesta quinta-feira, 8, com destino a seu país, encerrando a sua primeira viagem oficial ao Japão, que durou quatro dias.Morales deixou o aeroporto internacional Narita às 14h (2h de Brasília), informaram fontes do Ministério de Relações Exteriores japonês.Nos três dias anteriores, ele se reuniu com o primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, com o chanceler, Taro Aso, e com empresários japoneses.O objetivo do presidente boliviano no Japão foi principalmente garantir aos investidores internacionais que seu país "é viável" e que o programa de nacionalização não representa uma "desapropriação ou expulsão" das empresas.Imperador Akihito O imperador Akihito, do Japão, se reuniu nesta quinta-feira durante 40 minutos com o presidente da Bolívia, Evo Morales,que considerou "uma honra e um orgulho" ser recebido em audiência no Palácio Imperial.Foi o último ato oficial do presidente boliviano antes de deixar o Japão.Evo Morales chegou ao Palácio Imperial de Tóquio e foi recebido pelo imperador, de 73 anos."Muitíssimo obrigado por me receber, é uma honra e um orgulho", disse o presidente boliviano ao imperador japonês.Após a saudação, Akihito, vestido com traje preto, e Morales, com sua jaqueta boliviana com motivos indígenas, entraram no palácio.A entrevista coletiva de Morales no Clube de Imprensa do Japão foi cancelada. O presidente boliviano antecipou seu retorno devido às condições meteorológicas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.