Evo Morales toma posse como presidente da Bolívia

O socialista Juan Evo Morales Aima, de 46 anos, tomou posse como o 65º presidente da Bolívia durante uma cerimônia realizada no Congresso da Nação, em La Paz. Com o punho erguido e a mão direita no coração, Morales recebeu o cargo diante do vice-presidente boliviano, Alvaro García Linera, que assumiu o cargo minutos antes.Sob os gritos de "Evo, Evo, Evo", o primeiro presidente indígena da história da Bolívia recebeu os símbolos pátrios, a faixa e medalhas presidenciais, antes de o hino da Bolívia soar no Palácio Legislativo.Depois, Morales tomou a palavra e pediu um minuto de silêncio em memória aos diferentes líderes que morreram lutando ao longo da história. Ele citou Manco Inca, Tupac Katari, Ernesto Che Guevara e "muitos outros".Visivelmente emocionado, o novo governante também incluiu na homenagem "os milhares de cocaleiros mortos da região central de Chapare, os cidadãos da cidade de El Alto, os mineradores e os milhões de seres humanos mortos em toda a América".Os parlamentares aplaudiram muito e, mais tarde, pôde-se ouvir música do barroco colonial, acompanhada por cantos em língua quíchua.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.