Evo vai a países árabes para buscar acordos energéticos

Viagem do presidente da Bolívia será em setembro, e não em agosto, como havia sido anunciado

Efe

28 Julho 2007 | 16h39

O presidente da Bolívia, Evo Morales, visitará em setembro vários países árabes para buscar novos acordos energéticos, informaram neste sábado, 28,  fontes do Ministério do Exterior à agência Efe.   A viagem, que já tinha sido anunciada no final de junho pelo ministro de Hidrocarbonetos, Carlos Villegas, será em setembro, não em agosto como previsto em princípio.   Entre os possíveis destinos estão Argélia, Irã, Líbia, Catar, Arábia Saudita e Emirados Árabes Unidos.A Bolívia já tem um acordo para desenvolver a prospecção de petróleo e gás e outras atividades do setor com a Petróleos de Venezuela (PDVSA) e outro com o consórcio russo Gazprom.   Em maio, o presidente boliviano assinou um decreto que autoriza a Yacimientos Petrolíferos Fiscales Bolivianos (YPFB) a assinar convênios com outras estatais estrangeiras, se houver convênios energéticos entre os países-sede.   Com isso, o governo boliviano pretende impulsionar os investimentos em prospecção e exploração dos hidrocarbonetos. A injeção de capital externo na Bolívia vem caindo desde a nacionalização do setor, decretada por Evo em maio de 2006, e a entrada em vigor dos novos contratos com as petrolíferas que operam no país.   Além disso, o presidente anunciou que está estudando a criação de uma empresa estatal exclusivamente para a industrialização do gás e do petróleo.

Mais conteúdo sobre:
Evo acordos energéticos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.