Ex-agente da CIA inocentado depois de 20 anos na cadeia

Um juiz federal anulou a condenação de um ex-agente da CIA que passou 20 anos preso por vender armas à Líbia. Segundo o juiz, o governo usou provas falsas para condená-lo. Edwin P. Wilson, hoje com 75 anos, foi condenado em 1983 por ter remetido 20 toneladas de explosivos plásticos C-4 para a Líbia - algo que, segundo o ex-agente, foi feito por ordem da CIA, para conquistar a confiança do governo líbio.O advogado David Adler diz que a decisão judicial poderá tirar Wilson da cadeia. No entanto, o ex-agente foi condenado por outras acusações, incluindo conspirar para matar os promotores do caso.Em sua decisão, o juiz Lynn N. Hughes disse que o governo falhou em corrigir nos autos informações que, internamente, sabia-se serem falsas. A CIA não comentou a decisão diretamente, mas o porta-voz Mark Mansfield afirmou que ?a CIA não autorizou e nem participou de sua (de Wilson) decisão de vender armas à Líbia. A decisão foi dele e é por isso que foi preso?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.