Ex-agente do FBI desaparecido no Irã suplica ajuda de Washington em vídeo

A família do ex-agente do FBI Robert Levinson, que desapareceu no Irã em 2007, divulgou ontem um vídeo em que ele suplica ajuda ao governo americano. Abatido e aparentando cansaço, o homem de 63 anos pede com a voz fraca que Washington atenda as exigências do grupo que o mantém refém, mas não identifica a facção ou as demandas. Em março, a secretária de Estado americana, Hillary Clinton, afirmou que havia indícios de que Levinson estivesse sendo mantido no sudoeste da Ásia e solicitou ao governo de Teerã informações sobre o agente. "Não estou em bom estado de saúde. Logo já não terei medicamentos contra diabetes. Suplico-lhes: ajudem-me a voltar para casa. Mereço isso, depois de 33 anos a serviço dos EUA."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.