Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Ex-aliado de Barak anuncia candidatura

O general Benjamin Ben-Eliezer, ex-aliado do primeiro-ministro em exercício Ehud Barak, anunciou hoje sua candidatura à presidência do Partido Trabalhista israelense. Ben-Eliezer, que ocupou o cargo de ministro das Comunicações no governo Barak, integra a ala mais intransigente com os palestino dentro do partido. Ele foi o segundo político a anunciar sua candidatura, depois do presidente do Parlamento, Avraham Burg, de tendência mais moderada. Durante o anúncio de sua candidatura, Ben-Eliezer prometeu reabilitar o partido, hoje dominado pelo desalento depois da derrota avassaladora para o direitista Likud."Decidi candidatar-me para a presidência do Partido Trabalhista devido à difícil situação em que nos encontramos depois do forte golpe que recebemos nas eleições", declarou. Ben-Eliezer, que nasceu no Iraque e é deputado há 18 anos, já exerceu também o cargo de ministro da Habitação. Antes, permanecera 30 anos no Exército, finalizando, em 1983, como coordenador das atividades militares nos territórios palestinos.Outros dois trabalhistas, os ministros de Gabinete, Haim Ramon, e das Relações Exteriores, Shlomo Ben-Ami, afirmaram hoje estar considerando a possibilidade de se candidatar. Ainda não foi fixada uma data para as eleições partidárias. Ao mesmo tempo, continua incerto o futuro político de Barak. Imediatamente após as eleições, ele disse que planejava renunciar à presidência do partido e a seu posto no Parlamento. Atualmente, ele analisa uma oferta do primeiro-ministro eleito Ariel Sharon para ocupar o ministério da Defesa do novo governo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.