Ex-aliado de Milosevic é o novo primeiro-ministro sérvio

Ivica Dacic, ex-porta-voz de Slobodan Milosevic, se tornou o primeiro-ministro da Sérvia nesta sexta-feira, prometendo promover reconciliação nos Bálcãs após sua nominação ter causado temores de ressurgimento do nacionalismo na região.

AE, Agência Estado

27 de julho de 2012 | 12h46

A eleição marca a primeira vez que o partido de Milosevic e seus aliados vão dominar o governo desde que mandaram na Sérvia durante a década de 90 - período marcado por guerras, sanções internacionais e desaceleração econômica.

Milosevic foi tirado do poder em 2000 após uma revolta popular. Ele foi amplamente culpado por instigar as guerras nos Bálcãs que seguiram o desmantelamento da antiga Iugoslávia. As guerras mataram mais de 100 mil pessoas e deixaram milhões desabrigados.

O gabinete de Dacic foi aprovado com 142 votos a favor e 72 contra, encerrando quase três meses de incerteza política que seguiram-se às inconclusivas eleições de maio.

Após a votação, Dacic disse que está satisfeito com o amplo apoio que recebeu no Parlamento. Ele reiterou que a tentativa do país de juntar-se à União Europeia será uma "tarefa primordial", dizendo que já conversou por telefone com a principal autoridade de relação exteriores da UE, Catherine Ashton.

Durante o debate parlamentar na quinta-feira, políticos da oposição compararam o governo de Dacic ao de Milosevic. O líder liberal Cedomir Jovanovic disse que a "Sérvia é o único lugar do mundo onde alguém destrói o país e pode simplesmente trocar de gravata e seguir em frente."

Milosevic morreu em 2006 quando estava em custódia da Organização das Nações Unidas (ONU) em Haia, Holanda, onde era julgado por genocídio. Em discurso para o Parlamento, Dacic tentou dissipar a preocupações de que reverteria para as políticas de linha-dura, prometendo reconciliação e retomada das relações com Kosovo. "Já houve sangue suficiente nos Bálcãs. Vamos nos voltar para o futuro e não tratar do passado", afirmou o novo primeiro-ministro. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Sérviapolíticaprimeiro-ministro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.