Ex-aluno mata dois a punhaladas em escola chinesa

Ataque com canivete deixa ainda quatro feridos; após atacar as pessoas, jovem se suicidou

Efe,

26 de fevereiro de 2008 | 04h21

Três pessoas morreram e outras quatro ficaram feridas em um ataque perpetrado por um ex-aluno com um canivete em uma escola secundária do sul da China, informou nesta terça-feira, 26, a agência de notícias Xinhua.   O ataque ocorreu na tarde da segunda-feira, 25, na cidade de Leizhou, na província de Cantão, quando o ex-aluno Chen Wenzhen entrou na Escola Número 2 de Leizhou e matou a punhaladas dois adolescentes, um menino e uma menina.   No ataque, o agressor feriu outros quatro jovens antes de cravar o canivete em seu próprio abdômen e se jogar do quinto andar da escola, segundo informou o diretor do centro, Zheng Jiu.   A Polícia não identificou as vítimas e nem confirmou os relatórios que assinalam que o homicida tinha intenção de atacar pessoas previamente determinadas.   Os quatro feridos, incluindo três estudantes e um professor que tentaram conter Chen, estão recebendo tratamento no Hospital Popular de Leizhou, informaram as autoridades locais, sem revelar mais detalhes.   O suspeito, descrito pelas autoridades como um "perturbado mental", era um antigo estudante da escola, que abandonou o centro há meio ano devido a freqüentes dores de cabeça que lhe impediam de se concentrar em seus estudos, explicou o diretor. As autoridades estão investigando o incidente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.