Ex-apresentadora de TV é a nova ministra da defesa no Japão

Yuriko Koike é a primeira mulher na história japonesa à frente do Exército

Agencia Estado

04 Julho 2007 | 17h28

A ex-apresentadora de TV Yuriko Koike vai substituir Fumio Kyuma, que renunciou, no Ministério da Defesa do Japão. A nomeação dela para substituir Kyuma causou mal-estar e cisões no governo do primeiro-ministro. Shinzo Abe enfrenta dificuldades às vésperas das eleições para o Senado, previstas para o fim do mês. Yuriko Koike foi escolhida para o Ministério da Defesa após a renúncia de Kyuma. Ele deixou o cargo na terça-feira, após a polêmica criada por suas declarações, em que considerava "inevitáveis" as bombas atômicas dos Estados Unidos lançadas sobre Hiroshima e Nagasaki, no fim da Segunda Guerra Mundial. Koike, ex-apresentadora de televisão, formada na Universidade do Cairo e especialista em assuntos árabes, foi ministra do Meio Ambiente no governo anterior. Ela ocupava até agora o cargo de assessora de assuntos de segurança de Abe. A primeira mulher na história japonesa à frente do Exército tem 54 anos. Ela é a segunda pessoa a ocupar o Ministério, criado em janeiro deste ano. Desde que chegou ao poder, em setembro, o primeiro-ministro Abe teve que substituir três dos 17 ministros do seu gabinete.

Mais conteúdo sobre:
Japão defesa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.