AFP PHOTO / CHRIS KLEPONIS
AFP PHOTO / CHRIS KLEPONIS

Ex-assessor de Trump entregará documentos a investigação sobre Rússia no Senado

Michael Flynn deixou o cargo após suspeitas de interferência de Moscou na eleição americana

O Estado de S.Paulo

30 Maio 2017 | 19h29

WASHINGTON -  O ex-conselheiro de Segurança Nacional da Casa Branca Michael Flynn irá entregar documentos de seus negócios para o Comitê de Inteligência do Senado, de acordo com uma pessoa familiarizada com o assunto. 

Segundo essa pessoa, Flynn começará a entregar, na próxima semana, registros exigidos pelos senadores sobre duas empresas controladas por ele, bem como documentos pessoais.

Esses registros foram pedidos pelo Senado como parte de uma investigação sobre uma possível interferência russa nas eleições presidenciais americanas do ano passado, incluindo questões sobre se pessoas próximas ao presidente Donald Trump teriam contactado autoridades de Moscou. 

Inicialmente, Flynn se recusou a cooperar com uma intimação do Senado, reivindicando seu direito constitucional contra a autoincriminação, de acordo com a Quinta Emenda. Dow Jones Newswires. 

Mais conteúdo sobre:
MoscouWASHINGTONDonald TrumpDow

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.