EFE/MICHAEL REYNOLDS
EFE/MICHAEL REYNOLDS

Ex-assessor de Trump negociou com turcos para entregar opositor de Erdogan

Reunião teria ocorrido em Nova York e Flynn discutiu o pagamento de US$ 15 milhões para entregar Glen num avião privado ao governo turco

O Estado de S.Paulo

10 Novembro 2017 | 20h38

WASHINGTON - O ex-assessor de segurança nacional da Casa Branca Michael Flynn negociou com autoridades turcas entregar a Ancara o opositor Fethullah Gulen. O clérigo vive nos Estados Unidos e é apontado pelo presidente Recep Tayyip Erdogan como o artífice de um golpe fracassado contra ele no ano passado. Desde então, Erdogan lançou uma ofensiva contra os partidários de Gulen.

+The Economist: Quando a verdade é questão política 

Segundo a rede de TV NBC e o diário Wall Street Journal, a investigação do promotor especial Robert Mueller analisa se Flynn e seu filho Michael Flynn Jr. se reuniram com autoridades turcas pouco depois da eleição de Trump para discutir o envio de Gulen para a Turquia.

Ainda de acordo com ambas publicações, a reunião ocorreu em Nova York e Flynn discutiu o pagamento de US$ 15 milhões para entregar Gulen num avião privado ao governo turco. Responsável por investigar o envolvimento russo na eleição do presidente Donald Trump, Mueller já indiciou seu ex-chefe de campanha Paul Manafort. / AFP

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.