Ex-chefão do tráfico colombiano se diz arrependido

O antigo chefe do cartel de Cali,Gilberto Rodríguez Orejuela, declarou-se inocente das acusaçõesfeitas contra ele na justiça dos Estados Unidos e contou quehavia tentado entregar-se em diversas oportunidades antes de serpreso. Durante uma entrevista divulgada por veículos de comunicaçãocolombianos, ele também disse estar arrependido de ter dedicadosua vida ao narcotráfico. "Sinto-me inocente das acusações feitas contra mim, mas vouresponder por isso", afirmou em entrevista concedida à rádiocolombiana La W e publicada hoje pelo jornal El Tiempo. Rodríguez Orejuela, também conhecido como "o enxadrista" foiextraditado da Colômbia para os EUA na sexta-feira,convertendo-se no maior troféu obtido pelo governo americano naextensa e sangrenta guerra contra as drogas financiada porWashington em solo colombiano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.