Ex-chefe da OMC será o primeiro-ministro interino da Tailândia

Supachai Panitchpakdi, ex-diretor-geralda Organização Mundial do Comércio, aceitou provisoriamente o cargo de primeiro-ministro oferecido pela Junta Militar da Tailândia,informa o jornal "The Nation". Uma fonte próxima a Supachai confirmou na noite de segunda-feira que ele foi escolhido pelo Conselho para a Reforma Democrática sob a MonarquiaConstitucional (CDRM). Pesaram na escolha a sua capacidade para recuperar a economia da Tailândia e melhorar a imagem do país, afetada pelo golpe de Estado. Supachai, secretário-geral da Conferência das Nações Unidas para o Comércio e o Desenvolvimento (Unctad), deveria retornar na noite de segunda-feira a Bangcoc para se reunir-se com os dirigentes do CDRM. O líder golpista general Sonthi Boonyaratglin disse à imprensa que a Junta Militar mantém contatos com o primeiro-ministro deposto,Thaksin Shinawatra, para discutir o seu retorno ao país. "Acho que Thaksin pode decidir por si mesmo. Acho difícil que ele retorne em breve, porque a situação é instável", explicou o general. O ex-primeiro-ministro estava em Nova York quando aconteceu o golpe de Estado, dia 19 de setembro. De lá viajou para Londres, onde tem uma casa. Sonthi garante que a Junta Militar permitirá a Thaksin voltar ao país. Mas alerta que o ex-primeiro-ministro pode ser processado porcorrupção.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.