Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Ex-chefe de milícia cristã pegará prisão perpétua

Uma corte de apelação de Beirute confirmou hoje a condenação à prisão perpétua com trabalhos forçados do ex-chefe da milícia cristã Forças Libanesas, Samir Geagea - anteriormente condenado à mesma pena e preso numa cela do ministério da Defesa desde 1995. As rádios locais indicaram que Geagea, que lutava contra as forças sírias no Líbano durante os últimos anos da guerra civil (iniciada em 1975 e terminada em 1990), havia apelado da sentença em primeira instância há mais de quatro anos. A confirmação judicial de hoje constitui um duro golpe aos pedidos de vários políticos libaneses para a libertação de Geagea e o regresso ao Líbano, do exílio na França, do general e ex-comandante do Exército Michel Aoun. Geagea foi condenado em 1990 pelo assassinato de seu rival cristão Dany Chamoun e de sua família. Já Aoun vive na França desde 1991, depois de se empenhar nos combates em 1989 na tentativa de provocar a retirada dos 35 mil soldados sírios estacionados no Líbano. Vários partidários de Geagea, mas também muitos de seus opositores, consideram que os cristãos estejam na mira das autoridades libanesas pró-Síria. Geagea - o único líder dos tempos da guerra civil que foi processado - atuava com motivações de caráter político.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.