Ex-comunista Giorgio Napolitano é eleito presidente da Itália

O ex-comunista Giorgio Napolitano, de 81 anos, ex-presidente da Câmara dos Deputados e ex-ministro do Interior, foi eleito nesta quarta-feira novo presidente da República italiana.Napolitano foi eleito na quarta votação, na qual era preciso obter apenas maioria simples (505 votos) dos votos dos "grandes eleitores" - senadores, deputados e representantes das regiões, que são os encarregados de escolher o chefe do Estado italiano.Desde a primeira rodada de votações, estava claro que o até agora senador vitalício e veterano dirigente ex-comunista tinha os votos necessários para ser proclamado 11º presidente da Itália e sucessor de Carlo Azeglio Ciampi, cujo mandato termina oficialmente no próximo dia 18.Após as três primeiras votações, nas quais eram necessários dois terços dos votos dos 1.009 eleitores, na desta quarta-feira - a quarta rodada - este número reduziu-se para maioria simples, ou seja, 505.A União, coalizão de centro-esquerda à qual Napolitano pertence, contava com 540 grandes eleitores, por isso sua eleição era dada como certa.A coalizão de centro-direita Casa das Liberdades, liderada por Silvio Berlusconi e que contava com 460 eleitores, dividiu-se, com a grande maioria optando por votar em branco. Já a Liga Norte votou em seu líder, Umberto Bossi. Alguns votos dos aliados democrata-cristãos foram para Napolitano.Participaram da quarta votação 1.000 eleitores, dos quais 990 votaram e dez se abstiveram. Napolitano obteve, segundo a apuração oficial, 543 votos. Os votos em branco foram 347. Bossi obteve 42; o presidente dos ex-comunistas, Massimo D´Alema, 10; o político direitista Giuliano Ferrara, sete; Gianni Letta, candidato dos conservadores, seis; e os demais foram divididos entre cédulas em branco e com outros nomes.O líder da União, Romano Prodi, assegurou que Napolitano será o presidente de todos os italianos.Berlusconi espera que Napolitano desenvolva um papel "constitucional", ou seja, que aplique corretamente a Carta Magna e não beneficie a esquerda. Ele denunciou que a centro-esquerda ocupou todos os altos cargos da República - a chefia do Estado e as presidências da Câmara dos Deputados e do Senado.Já os representantes da Liga Norte afirmaram que não reconhecem Napolitano como presidente.Nas próximas horas será determinado quando Napolitano tomará posse - provavelmente, na segunda-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.