Ex-diplomata pega 20 anos por pedofilia

O ex-diplomata americano Gons G. Nachman, que admitiu ter gravado seus encontros sexuais com menores quando trabalhava no Brasil e no Congo, foi sentenciado ontem a 20 anos de prisão. Nachman, de 42 anos, alegou, entre outras coisas, que nesses países as relações sexuais com adolescentes são mais aceitas por causa das diferenças culturais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.