Ex-diretor do FMI encontra novo lar para cumprir pena

O ex-diretor-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Dominique Strauss-Kahn, encontrou um lugar mais adequado para permanecer em prisão domiciliar. Segundo a Justiça de Nova York, o juiz responsável pelo caso de agressão sexual concordou com o local. O porta-voz David Bookstaver não revelou onde será a nova residência do acusado. Strauss-Kahn está sob prisão domiciliar provisória em um apartamento em Manhattan.

, O Estado de S.Paulo

26 de maio de 2011 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.