Ex-ditador Augusto Pinochet morre no Chile

Morreu no início da tarde deste domingo aos 91 anos o ex-ditador chileno Augusto Pinochet Ugarte. Pinochet estava internado desde o último domingo, 3, no Hospital Militar de Santiago do Chile, depois de ter sofrido um enfarte do miocárdio e um edema pulmonar. "O Hospital Militar de Santiago comunica o falecimento do ex-presidente da República e ex-comandante chefe do exército, general Augusto Pinochet Ugarte", informou o comunicado oficial."Às 13h30 (horário local) o paciente sofreu uma inesperada e grave descompensação que obrigou sua transferência para o estado crítico à Unidade de Tratamento Intensivo, onde foram aplicados todas as medidas médicas de ressuscitação, não se conseguindo a resposta médica positiva, falecendo às 14h15 (15h15 de Brasília)", afirmou o comunicado.No sábado, um boletim médico divulgado pelo hospital informava que o estado de saúde de Pinochet continuava estável. Os oposicionistas de Pinochet chegaram a alegar que a internação era uma montagem para impedir a ação dos tribunais de justiça, que processam Pinochet por violação aos direitos humanos e delitos econômicos.Pinochet, que completou 91 anos em 25 de novembro, morreu no mesmo dia do aniversário de sua esposa, Lucía Hiriart Rodríguez que completa 84 anos hoje.O ex-ditador governou o Chile entre os anos de 1973 e 1990, quando começou o processo de redemocratização chileno. O golpe militar de 1973 depôs o presidente socialista Salvador Allende, que acabaria se suicidando em seu gabinete enquanto a sede do governo, o Palácio de La Moneda, era bombardeada por golpistas. Esta matéria foi alterada às 16h48 para acréscimo de informações.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.