Ex-ditador da Tunísia é sentenciado a 5 anos por tortura

A agência estatal de notícias da Tunísia informou que o ex-ditador do país, Zine El Abidine Ben Ali, foi condenado à revelia por ter torturado oficiais do exército. O ex-governante foi sentenciado a cinco anos de prisão. Ben Ali fugiu para a Arábia Saudita em 14 de janeiro, após a revolução popular derrubar seu governo. Atualmente, ele enfrenta 100 acusações em tribunais civis e militares da Tunísia.

AE, Agência Estado

30 de novembro de 2011 | 19h35

O caso em questão envolve a tortura de oficiais acusados de conspirar para derrubar o autocrata em 1991. Até agora, Ben Ali, que está na Arábia, foi condenado a pelo menos 60 anos de prisão na Tunísia.

As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.