Ex-ditador de Uganda está em coma na Arábia Saudita

O ex-ditador de Uganda Idi Amin Dadá, que liderou um dos mais sanguinários regimes da África, encontra-se em estado de coma em um hospital da Arábia Saudita. Amim, de 80 anos, foi internado na sexta-feira no Hospital Especializado Rei Faisal, no porto de Jidá. "Seu estado de saúde é de extrema gravidade, não acreditamos que conseguirá viver até amanhã", disse hoje um médico à Associated Press. O ex-ditador, que atualmente reside na Arábia Saudita, sofre de hipertensão.

Agencia Estado,

20 Julho 2003 | 15h51

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.