Ex-ditador Pinochet cai, quebra o pulso e é operado

O ex-ditador chileno Augusto Pinochet foi internado no Hospital Militar de Santiago, após sofrer uma queda durante o banho, ontem, em sua casa em Reñaca, em Viña del Mar, a 110 quilômetros a oeste da capital. Pinochet quebrou o pulso e foi submetido hoje a uma cirurgia e passa bem, segundo informou às emissoras de rádio o presidente da Fundação Pinochet, Luis Cortés Villa.O portavoz de Pinochet, o general Guillermo Garin, disse à Associated Press que os médicos locais determinaram que ele fosse transferido de helicóptero para Santiago "por precaução", porque seu histórico médico encontra-se neste hospital. Pinochet sofre de problemas cardíacos e diabetes, e fará 88 anos no próximo dia 25. Ele sofreu a queda após um desmaio.Seu estado de saúde debilitado permitiu que ele voltasse ao país. Submetido a um processo contra os crimes cometidos, a Corte Suprema decidiu arquivá-lo por considerar que o ex-ditador sofre uma moderada demência senil.Pinochet submeteu o Chile, de 1973 e 1990, a uma das mais sangrentas ditaduras da América Latina. Chegou ao poder através de um golpe militar que derrubou o presidente socialista Salvador Allende, no dia 11 de setembro de 1973. A tortura, morte e desaparecimento de mais de três mil pessoas foram as marcas deixadas pelo seu governo. Em 1990, ele foi derrotado num plebiscito popular e abandonou o poder. Desde então, o país é governado por uma coalizão de centro-esquerda.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.