Ex-editora de tabloide será interrogada sobre grampos

Rebekah Brooks, a executiva-chefe da News International e ex-editora do News of the World, será interrogada pela polícia sobre os grampos telefônicos do tabloide britânico, reportou neste sábado o jornal Sunday Telegraph na internet.

CLARISSA MANGUEIRA, Agência Estado

09 de julho de 2011 | 20h38

O jornal afirmou que Brooks será convidada a explicar o que sabia sobre os grampos e pagamentos ilegais à polícia quando foi editora do News of the World entre 2000 e 2003.

A notícia foi divulgada um dia antes de o jornal ser publicado pela última vez, após ser fechado por Rupert Murdoch, dono de um império da mídia, que inclui o tabloide, devido a alegações de que funcionários grampearam os telefones de crianças assassinadas e famílias de soldados mortos.

A News International é uma divisão da News Corp., que é proprietária da Dow Jones & Co.

Brooks sempre negou qualquer irregularidade e tem forte apoio de Murdoch.

"Fomos informados de que ela será interrogada pela polícia em conexão com as investigações sobre a conspiração para grampear telefones e fazer pagamentos a policiais", disse uma fonte da News International ao Sunday Telegraph.

A News International não quis comentar o assunto.

Andy Coulson, sucessor de Brooks como editor do News of the World, foi preso pela polícia ontem e interrogado durante nove horas sobre os alegados pagamentos a policiais e grampos telefônicos, antes de ser libertado sob fiança. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.