Ex-emissário da ONU pede 'debate' sobre exclusão aérea

O norueguês que chefiou a missão das Nações Unidas que deveria monitorar o cessar-fogo entre o regime de Bashar Assad e rebeldes disse ontem que "chegou a hora" de "debater" a imposição de uma zona de exclusão aérea sobre a Síria. Em entrevista à rede BBC, Robert Mood também afirmou que a comunidade internacional deve avaliar a possibilidade de usar sistemas antimíssil Patriot, que já estão na Turquia, para proteger regiões do norte da Síria sob ataque de foguetes de Assad.

O Estado de S.Paulo

28 de março de 2013 | 02h06

"A Turquia poderia ter um papel recebendo parte da responsabilidade pelo norte da Síria", afirmou Mood. Seis baterias de mísseis Patriot foram enviadas pela Otan ao território turco. / REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.