ITN via AP
ITN via AP

Ex-espião russo que foi envenenado no Reino Unido recebe alta, diz hospital

Serguei Skripal e sua filha, Yulia, foram encontrados inconscientes após terem sido intoxicados com um agente neurotóxico de fabricação militar em Salisbury

O Estado de S.Paulo

18 Maio 2018 | 06h59

LONDRES - O ex-espião russo Serguei Skripal, que no dia 4 de março foi vítima de um ataque com arma química atribuído a Moscou pelo governo britânico, recebeu alta nesta sexta-feira, 18, informou o hospital.

+ Ex-espião russo repassou informações a serviços de inteligência europeus

+ Autoridades britânicas alertam para áreas contaminadas com agente neurotóxico em Salisbury

“É uma notícia fantástica que Serguei Skripal esteja suficientemente bem para deixar o Hospital do Distrito de Salisbury”, disse em um comunicado Cara Charles-Barks, diretora do centro médico.

+ Agente neurotóxico que envenenou ex-espião russo tinha ‘forma líquida’

+ Filha de ex-espião envenenado rejeita assistência consular da embaixada russa e Moscou desconfia

Skripal e sua filha, Yulia, foram encontrados inconscientes após terem sido intoxicados com um agente neurotóxico de fabricação militar, segundo as autoridades britânicas, que culparam a Rússia pelo ataque.

Yulia recebeu alta no início de abril. Na ocasião, ela disse que não queria falar com funcionários consulares russos, apesar de ter recebido essa oferta.

O governo da primeira-ministra britânica, Theresa May, decidiu expulsar em março 23 diplomatas russos, e Moscou fez o mesmo como resposta. Pouco depois, 14 países da União Europeia (UE), além de EUA, Canadá e Ucrânia, também decidiram expulsar representantes russos em solidariedade ao Reino Unido. / AFP e EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.