Ex-funcionárias da Casa Branca vão depor em caso Gonzales

Convocação chega dois dias após Senado reprovar medida contra o secretário

Agencia Estado

18 Junho 2007 | 11h59

Dois comitês do Congresso dos EUA convocaram duas ex-altas funcionárias da Casa Branca como parte da investigação do escândalo político sobre a demissão de procuradores federais no qual também se viu envolvido o secretário de Justiça, Alberto Gonzales, informaram nesta quarta-feira, 13, fontes oficiais.Esta é a primeira vez que se realiza uma convocação de funcionários da Casa Branca em relação a este caso.A ex-assessora legal do governo, Harriet Miers, assim como a antiga diretora política da Casa Branca, Sara Taylor, foram chamadas para depor pelo Comitê Judicial da Câmara de Representantes e pelo Comitê Judicial do Senado, respectivamente, informaram fontes do Congresso.Tanto o Congresso como o Departamento de Justiça investigam este escândalo, que os democratas dizem que teve uma motivação política.A convocação chega dois dias depois de o Senado americano desprezar um voto de não confiança contra Gonzales por sua ligação à demissão de oito procuradores em dezembro de 2006.Um total de 53 senadores se pronunciou a favor da medida, que tinha caráter meramente simbólico, enquanto 38 foram contrários. A moção precisava de pelo menos 60 votos para seguir em frente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.