Ex-funcionário acusa governador gay de assédio sexual

O governador do Estado de New Jersey, James E. McGreevey, que ontem assumiu ser homossexual, assediou diversas vezes seu ex-diretor de segurança e o transformou em vítima de uma ?campanha de difamação?, disse um advogado.?Enquanto era funcionário de um dos políticos mais poderosos deste país, o governador McGreevey, fui vítima de repetidas abordagens sexuais por parte dele?, diz declaração de Golan Cipel, lida pelo advogado Allen M. Lowy em entrevista coletiva.O governador nomeou Cipel diretor de segurança do Estado, com vencimentos de US$ 110.000 ao ano (R$ 330.000), em 2002. Cipel perdeu a função depois de uma barragem de críticas de deputados estaduais que questionaram suas qualificações. O nome do ex-funcionário voltou a circular depois que o governador confessou ter mantido um caso extraconjugal com outro homem.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.