Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Jim Cole / AP
Jim Cole / AP

Ex-governador da Virgínia é o 17º republicano a entrar na corrida presidencial americana

Jim Gilmore tentou entrar na disputa em 2008, mas acabou desistindo antes do final do processo de primárias

O Estado de S. Paulo

30 de julho de 2015 | 15h41

WASHINGTON - O ex-governador da Virgínia, Jim Gilmore, uniu-se na quarta-feira, 29, à corrida republicana para ser o candidato do partido nas eleições presidenciais dos Estados Unidos de 2016. Com a entrada de Gilmore na disputa, sobe para 17 o número de pré-candidatos republicanos.

Gilmore tem 65 anos e foi governador da Virgínia entre 1998 e 2002. Ele tentou conquistar a indicação republicana à presidência em 2008, mas desistiu antes do final do processo de primárias.

Seu pouco nível de notoriedade entre o público e nos meios de comunicação, e a saturação de candidatos nas primárias republicanas não desanimaram Gilmore, que já entregou a documentação necessária para formalizar sua candidatura à Comissão Eleitoral Federal.

Além de sua experiência de quatro anos como governador, Gilmore foi especialista de inteligência para o exército dos EUA, trabalhou como advogado e foi procurador-geral da Virgínia.

O ex-governador, que não realizou nenhum grande ato para o lançamento de sua campanha, conta com poucas chances de participar do primeiro debate que será realizado na próxima semana entre os dez aspirantes republicanos melhor posicionados nas enquetes.

Por outro lado, o debate terá a presença do magnata Donald Trump, líder nas pesquisas, o ex-governador da Flórida, Jeb Bush, o governador de Wisconsin, Scott Walker, e os senadores Marco Rubio, Ted Cruz e Rand Paul. /EFE

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçõesEstados UnidosJim Gilmore

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.