Ex-governador de Timor é condenado a três anos de prisão

Um tribunal de Jacarta condenou hoje o ex-governador de Timor Leste José Osório Abílio Soares a três anos de prisão por violações aos direitos humanos. O tribunal trabalha há vários meses para julgar dezenas de pessoas suspeitas de envolvimento nos sangrentos choques ocorridos na ex-colônia portuguesa depois do referendo que decidiu pela independência da Indonésia em 1999. A promotoria, que havia pedido uma condenação de 10 anos e meio para Abílio Soares, anunciou que entrará com um apelo, da mesma forma que a defesa. Depois de 30 de agosto de 1999, data em que a população do Timor Leste votou a favor da independência, a represália de milícias pró-Jacarta apoiadas pelo Exército indonésio desatou uma onda de violência que causou, segundo estimativas da ONU, mais de 1.000 mortes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.