Ex-governista quer formar novo partido na África do Sul

Uma dissidência do partido governista da África do Sul afirmou que no próximo mês discutirá a formação de um novo partido. O veterano do Congresso Nacional Africano (ANC, na sigla em inglês) Mbhazima Shilowa disse que haverá uma convenção nacional no dia 2 de novembro para discutir o tema. Shilowa afirmou que deixou o ANC para se dedicar à organização do encontro, durante o qual os delegados discutirão reformas eleitorais.Para Shilowa, a queda do ex-presidente Thabo Mbeki, no mês passado, levantou questionamentos sobre se as eleições deveriam ser realizadas pelo voto direto. Pelo sistema atual, os eleitores apontam os partidos, e então a sigla vencedora nomeia o presidente. Mbeki foi forçado a renunciar em meio a um racha no partido governista. Seu grupo lutava por espaço com o grupo de Jacob Zuma.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.